Demos graças Deus pelo Diácono que nos envia! – 2 de Julho

Demos graças Deus pelo Diácono que nos envia! – 2 de Julho

O diaconado é o primeiro grau do sacramento da Ordem que se distribui em três graus: diaconado, presbiterado e episcopado. O diaconado, como ministério ordenado permanente, depois de estar em grande uso nos primeiros séculos da Igreja, acabou por desaparecer, ficando apenas como ministério transitório dado aos que caminhavam para o presbiterado. Todos os padres foram, primeiro, diáconos, durante seis meses a um ano e depois é que são ordenados presbíteros.

O Concílio Vaticano II restaurou o diaconado permanente, abrindo a porta a homens casados que o pudessem receber. Esta experiência bem sucedida pode abrir a porta a que, mais cedo ou mais tarde, também se possam vir a começar a ordenar, no grau do presbiterado, homens casados, já provados por uma vida de fidelidade a Cristo e à igreja. Não sabemos por onde o Espírito conduzirá a Igreja mas é uma possibilidade, já que o celibato dos padres não é uma questão doutrinal, mas disciplinar, que a Igreja pode mudar quando achar bem…

O diácono pode presidir a celebrações da Palavra, com a autoridade de ministro ordenado, ler o Evangelho na missa, se necessário, fazer a homilia, batizar, presidir a casamentos, e muitos outras serviços em que, unido ao pároco, pode fazer com a autoridade de ministro ordenado.

O diácono Albano é um homem com um currículo de vida excelente e tem feito um trabalho notável. Tem sido sempre um homem íntegro como pai de família (3 filhos), marido e cristão comprometido.

Trabalha há muitos anos na Caritas, onde, desde o princípio, tem sido o diretor técnico da Comunidade de Tratamento e Reinserção Social de Toxicodependentes e Alcoólicos em Maiorca, trabalho que continua a exercer com êxito. Ainda jovem, foi seminarista e noviço nos Salesianos, onde fez todo o curso de Filosofia. Na Alemanha, onde trabalhou vários anos, fez a licenciatura em Serviço Social e, já em Portugal, fez o mestrado em Psicologia da Saúde, além de durante vários anos ter feito formação como psicoterapeuta. Quando foi convidado para diácono há 4 anos, fez o curso de Teologia e Ministérios no Seminário Maior de Coimbra.

Já na paróquia tem desenvolvido com êxito um ministério de escuta e acompanhamento de pessoas com dificuldades de vária ordem.

É, pois, para nós uma graça e um enriquecimento tê-lo como diácono na nossa paróquia. Na Eucaristia de amanhã, dêmos graças a Deus pelo dom que nos dá.

No final da missa, haverá um almoço feito à base de grelhados. Este almoço não será de angariação de fundos e, por isso, as pessoas serão convidados a contribuir apenas com o custo dos gastos que se fizerem, dividido por todos.

Inscreva-se na paróquia.

Deixar uma resposta