A oração às refeições

A oração às refeições

Uma tradição constante na Igreja é a oração de bênção da mesa. Ter o alimento preparado à hora das refeições foi sentido sempre como uma grande bênção, pois muita gente não o tem e sempre houve gente que morreu à fome. Nas sociedades mais ricas do ocidente deixámos de agradecer esse dom, pois o temos com abundância, e deixámos de o ver como um dom; mas o próprio Jesus, na oração do Pai Nosso nos ensinou a rezar: “O pão nosso de cada dia nos dai hoje.” Rezar às refeições é reconhecer o dom que nos é dado de termos o pão de cada dia, mas é também agradecermos todos os que contribuíram para que aquele alimento estivesse ali. E se repararmos bem foi uma imensidão de gente: os que cultivaram os alimentos, que os exportaram, que os venderam, que os cozinharam, a mãe ou o pai que puseram a mesa com amor, etc.

Ao mesmo tempo, rezarmos à mesa é agradecer o dom da família ou dos amigos reunidos. próprio Jesus, na oração do Pai Nosso nos ensinou a rezar: “O pão nosso de cada dia nos dai hoje.” Rezar às refeições é reconhecer o dom que nos é dado de termos o pão de cada dia, mas é também agradecermos todos os que contribuíram para que aquele alimento estivesse ali. E se repararmos bem foi uma imensidão de gente: os que cultivaram os alimentos, que os exportaram, que os venderam, que os cozinharam, a mãe ou o pai que puseram a mesa com amor, etc. Ao mesmo tempo, rezarmos à mesa é agradecer o dom da família ou dos amigos reunidos.

Para nós, seres humanos e crentes, a refeição não é só algo fisiológico, é também afetiva e espiritual. A refeição não é a mesma coisa quando comemos sozinhos ou acompanhados pela família ou amigos, pois ela tem uma dimensão cultural, antropológica e espiritual. Rezar à mesa é tornar aquela refeição em algo muito mais do que uma necessidade fisiológica. E isso só os humanos sabem e podem fazer.

Nenhuma família cristã, nenhum discípulo de Cristo devia sentar-se à mesa sem fazer uma pequena prece ou louvor agradecido. E basta isto: “Senhor nós te damos graças por nos reunires à volta da mesa como família ou como amigos. Obrigado pelo alimento que nos dás como dom e por todos os que intervieram para que chegasse até aqui. Dá-nos a graça da unidade e da comunhão.

Pensamos também e pedimos pelos que sofrem por não terem comida nem amor. Ámen.” Ainda mais simples e fácil de decorar :“Abençoai, Senhor, o alimento que vamos tomar para melhor Vos servir e amar. + Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.”

Deixar uma resposta