As expressões ou métodos de oração

As expressões ou métodos de oração

É um domínio em que somos muito livres, pois depende daquele em que cada um se sente melhor.

Às vezes pode não ser preciso nenhum método, mas sempre que usarmos um pode ajudar: é preciso é perseverança pois nenhum dará fruto se não perseverarmos.

Começo pelo método da meditação ou também conhecida nos mosteiros como Lectio Divina. Ela vem desde o princípio da igreja. É uma leitura interiorizada da Escritura que conduz à oração. A meditação consiste ,depois de um tempo de preparação mais ou menos longo ( pôr-se na presença de Deus, invocação do Espírito Santo), em tomar um texto da Escritura, ou uma passagem de um autor espiritual, e ler este texto lentamente, fazendo sobre ele «considerações» (tenta-se compreender o que Deus nos quer dizer através da sua palavra, como aplicá-la à nossa vida, etc), considerações que devem esclarecer a nossa inteligência e alimentar o nosso amor, de maneira a deduzir delas afetos, resoluções, etc. Este método de oração não tem o objetivo de aumentar os nossos conhecimentos mas o nosso amor a Deus. O importante é fazê-la calmamente, ruminando a frase do texto, repetindo-a e transformando-a em oração, em diálogo com Deus, em ação de graças ou adoração.

Depois quando se esgotou o ponto de meditação passa-se ao ponto seguinte seguindo-se o texto. Aconselha-se a que se termine com um momento de oração final, em que se reúne tudo o que se meditou para agradecer ao Senhor, para lhe pedir a graça de o pôr em prática. Há em S. José 2 grupos de pessoas que se reúnem para fazer esta meditação ou Lectio Divina em comum e aprende-se uns com os outros a fazê-la.

A Diocese de Coimbra publica todos os anos pelo Advento e pela quaresma um fascículo para ajudar neste método orante.

Deixar uma resposta