ENCONTRO DIOCESANO DE ACÓLITOS

ENCONTRO DIOCESANO DE ACÓLITOS

O passado dia 29 de fevereiro foi especial. Não só por ter voltado a acontecer desde 2016, mas porque o nosso Bispo D. Virgílio convidou todos os acólitos da Diocese de Coimbra para um Encontro Diocesano. Foi novidade, ninguém sabia muito bem o que esperar, mas penso que todos regressámos a casa de coração cheio.

Às 10 horas da manhã de sábado, o Seminário Maior de Coimbra encheu-se de pessoas. Pessoas da cidade e pessoas de fora, adultos e crianças…

O dia começou com a oração da manhã em conjunto. Depois, o Sr. Bispo dirigiu-se a todos com a pergunta “Onde nos alimentamos de Jesus?” para logo dar uma resposta certa e decidida “Na Missa”. A Eucaristia é o mistério que celebramos, em que acreditamos, que adoramos, e, acima de tudo, que vivemos. É o mistério da nossa fé. E nós, enquanto acólitos, estamos próximos deste mistério de uma forma especial. É por isto que, como nos disse o Sr. D. Virgílio, um acólito deve ser honesto e trabalhador, bom filho e bom irmão. Um acólito deve influenciar o mundo em que vive. A manhã terminou, por entre cânticos e palavras (e algumas perguntas curiosas ao Sr. Bispo), com a certeza de que “não há nada melhor numa paróquia do que um grupo de acólitos”, que deve ter momentos de formação, mas também de oração em grupo, porque “uma celebração não se improvisa”.

Depois do almoço houve grupos de partilha, que nos permitiram encontrar uns com os outros e abrir horizontes. O dia terminou da melhor maneira, com a ideia inicial. Qual o nosso alimento? A Eucaristia. E foi com uma Sé repleta de acólitos, alguns até bem pequeninos, que celebrámos a Eucaristia Dominical. O mistério da nossa fé.

E, assim, partimos acólitos para as nossas casas, mas acólitos mais fortalecidos.

Isabel e Pedro Caetano
(Paróquia de São João Baptista)

Deixar uma resposta