Arquivo da categoria Eventos

ALMOÇO GOEZ

Depois de inúmeros almoços e jantares temáticos, chegou a vez dos sabores indianos. Uma família da nossa paróquia com raízes em Goa, a do Prof. Xavier Viegas, ofereceu-se para contribuir para a angariação de fundos da construção do Centro Comunitário através de um almoço Goez confecionado por eles lá na paróquia.

Embora a ementa que aqui reproduzimos pareça complicada, o Professor teve a amabilidade de a explicar, contextualizando-a culturalmente com referências à sua infância.

Foi um sucesso:

numérico, porque mais uma vez a igreja atingiu a sua lotação máxima e até tiveram que ser recusadas algumas inscrições, tendo estado perto de 180 comensais;

fraterno, porque mais uma vez um número considerável de irmãos da paróquia se juntaram aos familiares do Prof. Xavier Viegas que tinham vindo cozinhar, testemunhando daquilo que vivemos na paróquia;

missionário, porque mais uma vez conseguimos atrair um número considerável de pessoas que de outra forma não se aproximariam da Igreja;

monetário, porque conseguimos angariar mais perto de 1000 euros para a conta da construção que já ultrapassou largamente a barreira dos 250.000 euros.

Por agora, para além do jantar de sabores bíblicos, há muito esgotado, que está marcado para a primeira sexta-feira de Abril, véspera do fim de semana Alpha, teremos em meados de Maio um almoço à base de cabrito que o sobrinho do Pe Jorge entretanto ofereceu, solidário que está com a construção do Centro Comunitário.

Almoço Goez

Depois dos sabores africanos e da beira, chegou a vez dos sabores indianos com um almoço ao estilo de Goa: galinha de caril. Para quem não gostar/suportar este tipo de condimentos, nomeadamente as crianças, será preparado um prato alternativo. Preço: 10€

Inscreva-se online:

Escola de Pais com os Jesuítas

Os jesuítas em Coimbra vão organizar a partir de sexta-feira, dia 1 de fevereiro, uma Escola de Pais, com encontros mensais que ajudem os pais a reflectir sobre temas que os preocupam na educação dos seus filhos. Entre os temas estão a utilização da internet e dos videojogos, a educação para a afetividade, a ansiedade ou a pedagogia inaciana.

1 de Fevereiro – Os pais são chatos! São mesmo? Com Laurinda Alves e Roque Cunha Ferreira
1 de Março: Redes sociais e internet: inimigos ou parceiros na educação?
5 de Abril: Educar para a afetividade.
10 de Maio: Ansiedade: um sinal dos tempos?
14 de Junho: Pedagogia inaciana: o que é?
Brevemente serão anunciados os convidados das restantes sessões.

Informações: gabcom@caic.pt

Conferências Quaresmais 2019 para o Arciprestado de Coimbra Urbana

Acolhei-vos uns aos outros.

14 Mar – Acolher na Comunidade Cristã
Pe Gonçalo Amaro (Porto)

21 Mar – Acolher o descartado
Entrevista com Marta Neves (Assoc. Ergue-te), Justina Dias (Farol-Caritas) e Ana Figueiredo(Assoc Saúde em Português)

28 Mar – Acolher o idoso
Entrevista com Marisol Simões e Armando Garcia (Centro de Acolhimento João Paulo II) e com Cristiana Correia(Conferências Vicentinas de Coimbra)

04 Abr – Acolher a diferença em família
D. Ilídio Leandro (bispo emérito de Viseu)

11 Abr – Celebração do Perdão para toda a cidade (Sé Nova)
Preside D. Virgílio Antunes, Bispo de Coimbra

Edição de 2019 do Enovar

A edição de 2019 do Enovar teve início num clima de “renovação inadiável”, ideia sublinhada pelo Pe. Jorge Silva Santos, o director nacional Alpha, e por D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz, ao dar as boas-vindas aos participantes que enchiam o auditório do Espaço Vita, em Braga.

Na sessão de abertura, o Pe Jorge Santos alertou para a necessidade da definição de uma visão e estratégia pastorais, na importância de se pensar o processo que leva a que um discípulo passe da paixão à acção – o lema deste evento – entendendo-se por paixão o entusiasmo da fé, o amor forte que vem do encontro com Cristo.

D. Jorge Ortiga afirmou a “urgência de uma renovação e de uma reforma” na pastoral da Igreja. “É mais usual centrar as prioridades no exercício de uma reforma. Mas ela, na ausência de um processo de renovação, não convencerá ninguém”, afirmou o Arcebispo de Braga, para quem “em experiências de pequenos grupos, de âmbitos diferentes, devemos promover a cultura do encontro perante a generalizada cultura da indiferença, na comunhão uns com os outros. (…) Como consequência, as paróquias, comunidade de comunidades, anunciarão, de um modo credível, o Evangelho como alegre notícia para hoje.”.

D. Virgílio Antunes, numa entrevista conjunta com Florence de Leyritz, conduzida pela Isabel Gaspar, sobre o tema “Plano Pastoral”, assumindo que são os próprios cristãos o grande obstáculo à evangelização e que o trabalho em equipe é o grande local de sofrimento na Igreja, incentivou os presentes ao desafio da experiência, a passar das ideias ao plano operativo, a mergulhar e contactar mais intensivamente com a palavra de Deus.

Mais tarde o nosso bispo haveria ainda de subir ao palco para apresentar o livro prefaciado por ele e que ali foi finalmente lançado em português, apesar de servir já há alguns anos para muitos padres, paróquias e cristãos de Portugal: Renovação Divina do Pe. James Mallon. Como ele próprio refere no prefácio, “As comunidades cristas têm inscrita na sua identidade a força da contínua renovação, que se torna real quando se deixam conduzir pela força do Espírito Santo e se decidem a viver na fé. Falha frequentemente a capacidade humana de discernir a situação em que nos encontramos e quais os caminhos a percorrer em ordem à renovação desejada. A falta de uma visão objetiva e clara sobre a vida da comunidade e a ausência de perspetivas quanto ao futuro são demolidoras para uma paróquia ou para qualquer outra comunidade eclesial.”

Numa conferência sobre a Visão Pastoral, Florence Leirytz, uma apaixonada pela evangelização que em França esteve na origem do percurso Pasteurs selon mon Coeur pelo qual já passaram mais de mil padres e 70 bispos, entre os quais o nosso vigário para a pastoral, Pe. Jorge Santos, haveria dar aos presentes pistas para encontrar uma visão pastoral para a comunidade e para cada um individualmente: qual a minha visão do meu trabalho na Igreja, qual a visão do meu Grupo de Jovens, do Grupo Coral, etc? Esta visão deverá ser expressão do grito que vem da nossa comunidade e que vai para Deus, deverá dar resposta à nossa santa insatisfação e até despertá-la e aumentá-la. Uma visão que nos leve à transição para uma Igreja comunidade de discípulos: tornar-se arquiteto de processos pastorais.

Gala Solidária

Com a graça de Deus e a colaboração de muitos, conseguimos mesmo encher o grande auditório do Convento de S. Francisco com perto de 1200 lugares.

Contámos com um elenco de artistas de alta qualidade, todos da nossa cidade, que foram desfilando pelo palco a animar uma plateia na sua maioria composta pelos nossos paroquianos acompanhados pelos seus amigos: foi uma noite muito animada e muito quente humanamente onde se ouviu a tempo e a contratempo a palavra comunidade.

Foi um bom espetáculo que muito nos encheu não só pela qualidade artística mas sobretudo por mais uma vez constatarmos que, quando trabalhamos juntos e focados num objetivo comum, com a Graça de Deus, a coisa acontece. Assim tem sido nas festas populares de S. João Baptista, nos diversos jantares que temos organizado (e têm sido muitos, sempre com sala cheia), nas viagens e peregrinações (Terra Santa, ópera, Lurdes, Rússia), concertos, etc.

No final no ano passado (31 Dez 2018) a conta da construção ia em 243.022,04€, e agora, com toda a certeza, passámos a barreira dos 250.000€ e temos praticamente 1/3 do dinheiro necessário para a construção do Centro Comunitário.

O Sr Bispo estará na nossa paróquia em visita pastoral de 28 a 31 de Março e ainda temos esperança de lançar nessa data a primeira pedra… falta só que a Câmara aprove…

Na página Facebook dos Anaquim

Anaquim, Os Quatro e Meia. Com o Coimbra Gospel Choir, Susana China, Telmo Melo e outros embaixadores de Coimbra fizemos a festa no Convento São Francisco em prol do Centro Comunitário de S.Joao Baptista. #coimbra #osquatroemeia #coimbragospelchoir #telmomelo

Notícia divulgada pela Agência Lusa

A Paróquia de São João Baptista, criada há cerca de nove anos, organiza, no sábado, uma gala solidária no Convento São Francisco, em Coimbra, com vários artistas, para angariar fundos para a construção do seu centro comunitário.

A mais recente paróquia de Coimbra, situada na Quinta da Portela, está, desde a sua fundação, a funcionar num pré-fabricado, querendo avançar com a construção de um centro comunitário para dar resposta a uma paróquia cada vez maior, disse à agência Lusa o padre Jorge Silva Santos.


Para tal, tem organizado vários eventos de angariação de fundos, sendo o próximo o de “maior dimensão”, envolvendo uma gala solidária que conta com a participação dos Anaquim, Coimbra Gospel Choir, Ararur, Sofia Rosado, Telmo Melo e o Grupo de Fados Coimbra de Sempre.

Segundo o padre da paróquia, a construção do centro comunitário vai custar cerca de 800 mil euros, estando previsto no edifício a criar uma sala com capacidade para 100 pessoas, cozinha, várias salas de reuniões, uma casa funerária e um bar “aberto a toda a gente que vai funcionar como um interface entre a paróquia e o mundo que não é crente”.

Neste momento, explica, “é muito complicado gerir tudo no pré-fabricado”. “Fazemos tudo na igreja. É um multiusos completo, onde se come, onde se bebe, onde se reza e onde se celebra a missa”, contou.

Jorge Silva Santos sublinha que havia a expectativa de fazer “a benção da primeira pedra” do centro comunitário no sábado, mas tal não vai acontecer por o projeto de arquitetura ainda não ter sido aprovado pela Câmara de Coimbra. “Está lá há meses e ainda não está aprovado. Precisamos que a Câmara seja mais resoluta e célere”, notou o padre da paróquia.

Neste momento, a paróquia já angariou 250 mil euros, sendo que já estão previstos outros eventos para angariar fundos, como um “jantar bíblico”, em abril, na Escola de Hotelaria de Coimbra, e peregrinações a Lourdes (França) e à Rússia.

“Gostaríamos de começar entretanto as obras. Temos necessidade – como do pão para a boca – do centro comunitário”, refere, sublinhando que a paróquia tem crescido muito, acompanhando o aumento de pessoas a morar na Quinta da Portela, zona da cidade que tem registado um crescimento na construção.

Dia de Formação dedicada ao Louvor e exercício de carismas

O Louvor de Deus é algo que nos faz avançar muito na fé. Quando se vive uma experiência de encontro com Deus precisamos de O louvar. Mas existem obstáculos que emperram o jorrar do louvor em nossos lábios sendo um deles não negligenciável o aspecto cultural. Mas quando nos habituamos a louvar juntos e superamos essas barreiras, o louvor é um poderoso meio de crescer na fé, de renovar o entusiasmo, de sentirmos Deus próximo de nós e de o vermos em ação nas nossas vidas. O louvor ajuda-nos a aderir a Deus e a viver na esperança em todas as circunstâncias. Mas ninguém de nós nasce ensinado no louvor. Há uma iniciação que todos temos de fazer. Por isso convidamos o P. Jean-Hubert Thieffry que já esteve cá no Enovar . Ele vive atualmente no Quebec, mas vai estar em Espanha alguns dias. O Pe Jorge convidou-o a vir passar um sábado connosco e a dar-nos uma formação prática e teórica sobre o louvor.
Ele aceitou mas deseja também encontrar-se com os padres que querem ver as suas paróquias a entrarem em conversão pastoral ou seja a entrarem no caminho de renovação que o papa Francisco nos pede.
Seria bom se um grande número puder estar e convidem largamente.
Pedimos 5€ para comparticipação nas despesas. Inscreva-se em https://goo.gl/forms/7omOpYGChhxXpLu42

Forum Comunidade Emanuel

À semelhança de anos anteriores, convidamos todos quantos queiram participar neste evento organizado pela Comunidade Emanuel : este ano o tema será relacionado com a família e já reservámos um autocarro que vai e volta no sábado.

Aguardamos preços de alojamento para quem quiser passar o fim de semana inteiro.

Será possível levar um farnel, ainda não sabemos se é possível comer no local onde decorre o encontro (Casa dos Capuchinhos em Fátima) mas mesmo do outro lado da rua há uma churrasqueira, nada cara (+- 7€/pessoa).

O autocarro, se for cheio, fica a 8€/pessoa, pelo que pedimos 10€/pessoa para compensar os lugares vagos.

Para mais informações poderá contactar o Paulo Farinha (919265221).