Arquivo da categoria Percurso Alpha

Percurso Alpha – o testemunho do José Nunes e da Eugénia Brás

Em 2011,e 2015 tive duas situações que me, arrasaram, a mim e à minha familia, física e psiquicamente.

Creio ter sido Deus a pôr à prova a minha capacidade de ultrapassar problemas e de os resolver. Desde então tem sido muito difícil conviver com estas situações. A partir daí passei a ir em peregrinação a Fátima, e a ser um pouco mais crente em Deus.

A Ana Paula, nossa conhecida e que sabia de alguns dos nossos problemas, tendo já feito o percurso Alpha, aconselhou-nos a fazer o percurso. Fomos á segunda tentativa. Antes, no entanto, fui à internet pesquisar, para não ir completamente ignorante. Mesmo assim ainda fui um pouco cético, mas com muita curiosidade. Disse para a Eugenia , minha mulher: “Vou por ti , aquilo poder ser uma seca, mas não há nada a perder.”

No dia da apresentação fomos dos primeiros a chegar, nunca gostei de chegar atrasado a nada. Encontramos a Ana Paula, única pessoa que conhecíamos, e entretanto avistamos um colega de infância que tinha acabado de fazer o percurso, e nos incentivou a ir em frente. No restante, só caras desconhecidas, mas cujo olhar e expressão me deram algum conforto, e bem estar.

O jantar foi optimo. Parecia que todos, os da nossa mesa, já se conheciam pessoalmente! Na partilha, verifiquei que não era só eu que tinha problemas, estes são comuns a toda a gente, uns mais e outros menos. Pensei, e de caminho para casa falei para minha mulher e para a companhia que levamos connosco “Quem sabe se não será aqui que iremos encontrar a paz que não temos tido?

Por motivos de doença não pudemos estar no fim de semana Alpha, que aguardava com ansiedade, e tive muita pena não poder ir.

No curso conheci gente interessante que me mostraram um novo caminho de chegar a Jesus e a Deus. Conheci melhor Jesus, conheci quem foi, o que fez, porque morreu. Ja era crente de Jesus. Eu já era seu seguidor, mas agora Ele é o meu IDOLO.

Ainda não sou totalmente praticante, mas se Deus quiser para lá caminho.

Todos os dias tento viver como Jesus viveu. Todos os dias tento chegar ao fim do dia mais feliz. Todos os dias tento ler mais um pouco da Bíblia , que está sempre à mão.

Foi bom, toda a gente espectacular. Sinto uma certa pena por viver longe e, não poder estar presente em todas as organizações da Paróquia.

Obrigado Ana Paula por nos ter levado, Obrigado companheiros de mesa, obrigado a todos, com a certeza da minha oração, e a minha gratidão.

José Manuel Mortágua Nunes, e Eugénia Bras

O Amigo do Povo divulga percurso Alpha SJBaptista: Deus existe?

A paróquia de S. João Batista, em Coimbra vai realizar no dia 26 de Janeiro, pelas 2oh, o jantar de apresentação do seu próximo Percurso Alpha.

Esta ferramenta de evangelização tem tido algum sucesso entre nós, principalmente nalgumas paróquias onde está implantada como Santa Clara, Carapinheira, Oliveira do Hospital, Febres, Cantanhede, Souselas, Vila Nova de Poiares e Lousã. Tem procurado despertar muitos cristãos baptizados adormecidos ou que estavam colocados na prateleira a apanharem pó. Por vezes, nas nossas comunidades, não deixamos espaço para os outros. Não o fazemos por mal, está na nossa natureza. Queremos fazer tudo e estar nos lugares da frente. Pensamos que o outro não é capaz e se não o fizermos, mais ninguém o faz. (Que pensamento mais egoísta, Deus me perdoe).

No Curso Alpha essas questões não se colocam porque TODOS temos o nosso lugar. Não há lugares de primeira, segunda ou terceira fila. Somos todos iguais ou pelo menos aprendemos a sê-Io. E um lugar onde todas as questões são bem-vindas, mesmo aquelas mais inocentes e provocadoras. Ser Igreja é isso. Crescer na diferença de cada um dos seus membros e cada um ao seu ritmo.

A propósito, um dia destes almocei com um amigo que por sinal é ateu. A propósito de uma conversa sobre a existência de Deus e sabendo das minhas convicções religiosas disse-me que tinha um amigo, também ele ateu, que todos os domingos acompanhava a mulher à Igreja, mas que não entrava, ficando no carro. Há pessoas que não entram na igreja para não se encontrarem com Deus. Eles sabem que Ele está lá e que Ele existe.

Miguel Cotrim

 

Alpha – o testemunho da Isabel Roseiro

 O meu nome é Isabel, tenho 43 anos, sou casada e tenho uma filha de 12 anos.

Como boa católica, casei pela igreja, batizei a minha filha e aos 6 anos inscrevi-a na catequese.

Nunca fui de ir à missa regularmente, apenas cumpria os procedimentos instituídos. A minha fé oscilava entre o acreditar e o desânimo de não conseguir entender o porquê de algumas contingências da vida. O meu irmão faleceu de acidente aos 44 anos e a minha mãe faleceu algum tempo depois.

 Que Deus era este? Qual o sentido da fé?

Apesar desta ambivalência comecei a sentir necessidade de ir à missa, de acompanhar a minha filha no seu percurso cristão. Deus abriu-me uma porta e eu, a medo fui-me deixando levar.

Percebendo esta minha caminhada, os meus cunhados, falaram-me do percurso Alpha. Ainda resisti, no entanto um acontecimento familiar fez com que a decisão ficasse tomada.

 O meu cunhado teve um problema muito grave de saúde e Deus Salvou-o. Quando todos diziam “não há nada a fazer”, sem qualquer explicação científica tudo se resolveu e eu, incrédula via uma comunidade a rezar por ele – Deus ouviu, Deus respondeu à oração.

 Iniciei o meu Percurso Alpha sem medo, antes ansiosa por viver e experienciar a tal de que me tinham falado, uma fé autêntica e sem reservas que nos aproxima de Deus e dos irmãos.

Senti-me acolhida, estava em casa, podia abrir o meu coração, Louvar a Deus em voz alta… sem receios.

De tal forma me senti bem acolhida, que desde logo tomei a decisão de participar no jantar pós – Alpha para conhecer as células, os grupos de oração e outros dinamizados pela paróquia.

Até já decidi o caminho a seguir.

Que grata Lhe estou, por me ter dado a conhecer estas pessoas.

Agora sim DEUS ESTÀ PRESENTE NA MINHA VIDA E EU SEI /SINTO.

Isabel Roseiro

18 anos do percurso Alpha em Portugal

Quinta-feira, 25 de Jan, na Festa da Conversão de S. Paulo, faz 18 anos que teve início o percurso Alpha em Portugal na paróquia de Febres, concelho de Cantanhede.

Desde então que milhares de pessoas em Portugal têm feito este percurso descobrindo um Deus que se quer revelar na vida de cada homem e mulher do nosso tempo. Na nossa paróquia em particular, têm sido inúmeros os testemunhos de irmãos que viram as suas vidas transformadas, simplesmente pelo facto de abrirem de par par em par, sem reservas, o seu coração ao amor misericordioso do Senhor.

O percurso Alpha não tem nada de magia: é serviço da equipa que o suporta e acolhimento dos convidados, à volta de uma boa mesa e onde tudo é pensado para que os convivas se sintam especiais. E são-no, de facto. E sentem-se especiais porque são muito bem acolhidos e assim vão aprendendo, sem se aperceberem, a reconhecer a delicadeza do amor de Deuspor cada homem e mulher em particular.

Tudo começa com um jantar de apresentação, muito simples e pensado ao pormenor para que todos os convidados se sintam em casa e bem acolhidos. Depois desse primeiro jantar, cada convidado decide, em total liberdade e sem qualquer tipo de pressão, se quer ou não vir ao segundo jantar. E, depois do segundo jantar, mais uma vez cada convidado decide se quer ou não vir ao próximo, e assim por diante.

Foram também largas as centenas de pessoas que ao longo destes 18 anos dedicaram parte do seu tempo, muitas vezes com sacrifício, mas com alegria, ao serviço do Senhor e da evangelização das nossas cidades, vilas e aldeias.

Rezemos pelo Alpha, para que seja cada vez mais uma ferramenta de evangelização ao serviço da renovação das paróquias em Portugal como já está a ser.

Pe Jorge em entrevista à Ângelus TV: o Percurso Alpha

Programa onde são trazidos temas da família na actualidade na vivência da Igreja Católica.

Terminou Percurso Alpha Universitários

Alguns elementos do Grupo de Jovens da nossa paróquia estiveram, nos últimos meses, envolvidos num percurso Alpha Universitários que decorreu no Justiça e Paz. Deixamos aqui o testemunho de uma das participantes:

Fui ao Alpha a convite de uma amiga. Lembro da primeira sessão que fui e o quanto me preocupou o facto de apenas conhecer uma pessoa. Não foi problema. Senti-me logo bem, toda a gente foi super acolhedora e sei que ao fim de dez minutos já me sentia entre amigos. Já era cristã antes, mas acho que o Alpha fez com que renovasse a forma como vivia enquanto cristã. O facto de existir todo um ambiente acolhedor em que qualquer pessoa pode participar e se expressar é incrível, mas o melhor é quando sentimos que estamos entre amigos.

De semana para semana ía para as sessões com mais vontade, mas o fim de semana do Alpha foi o que mais me marcou. Só tenho a agradecer por esta experiência e pelo amor que recebi, talvez um dia o dê de volta.

Jéssica Parente

Entre percursos Alpha – Testemunhos

Tendo terminado ainda em 2017 o primeiro percurso Alpha deste ano pastoral e enquanto não chega o jantar de apresentação do próximo, dia 26 de Janeiro, é tempo de pós-Alpha. No passado sábado, dia 13 de Jan, foi dia de formação, oração e convívio fraterno para os membros da equipa, sem os quais não seria possível manter este percurso em funcionamento. Há irmãos que servem como animadores de mesa, há um serviço de crianças, de decoração, de montagem da sala, de oração e intercessão… e são muitos os que dão com alegria e recebem ainda mais.

Entretanto, são vários os participantes do último percuro Alpha aqueles que estão neste momento, numa série de 3 sessões à volta de um jantar, a conhecer as diversas ofertas de integração da paróquia e a discernir qual querem integrar: uma célula, o grupo de oração, o coro, o grupo de leitores, a equipe de catequese, a equipe de adoradores…

Deixamos esta semana dois testemunhos de participantes do último e penúltimo percurso Alpha:

Éramos um casal na casa dos 40, com emprego estável, com saúde, sem grandes privações a nível material. Um casal “bonito” na opinião de muitos. Um casal como tantos outros. Mas verdadeiramente, sentíamos um grande vazio, sentíamo-nos incompletos.

Ansiava-mos um filho, que sem causa detetada tardava em chegar. E no meio disto, onde andava Deus? Porque tinha de ser assim? Certo dia, um casal frequentador da Paróquia de São João Baptista, convidou-nos para o jantar de apresentação do Alpha. Aceitamos o convite, e no dia e hora marcada lá estávamos nós. Entre apresentações e testemunhos foi-nos dito no que consistia e de imediato sentimos curiosidade. Certo é que Deus andava algo esquecido nas nossas vidas. Iniciamos então o Alpha.  Rapidamente a pertinência dos temas abordados, conjugada com o sempre caloroso e fraterno acolhimento da equipa e a constate e contagiante boa disposição do Padre Jorge cativaram o nosso interesse, e a cada sessão aumentava a vontade de ouvir e questionar mais. Ao mesmo tempo sentíamos que ganhávamos uma outra família.

Certo dia, falava-se do Espirito Santo. Eu apenas ouvia, em nada pensava. Eis se não quando Ele me falou. Falou-me ao coração: “és capaz de amar um filho não biológico como aquele que tanto anseias.”. As palavras não chegam para descrever tamanha alegria que me invadiu a alma. Deus falava comigo! Como era possível ouvi-Lo? Porque decidira Ele falar-me naquele momento? Percebi, e então aceitei, que nem sempre as coisas têm de ser como queremos. Deus apontava-nos um outro caminho. Um caminho que até então eu recusava percorrer. “Seja feita a Vossa vontade”, e a vontade d’Ele era agora a nossa.

Tínhamos já dado início ao processo de adoção, quando numa última tentativa recorremos, uma vez, mais à Ciência. Desta, devido a vários fatores a probabilidade de um resultado positivo era muito inferior. Mas Deus, que é misericordioso quis dar-nos esse filho. Um filho que nasceu no seio da nossa transformação interior, operada pelo Espírito Santo, que nos guiou de uma forma surpreendente, nos ensinou a compreender que Deus pode ter outros caminhos para nós, a ser humildes e aceitá-los, quando de seguida nos concedeu a maior das graças, a maior das alegrias.    

O nosso agradecimento ao Alpha e a toda a equipa que nos ajudou a explorar e aprofundar a nossa espiritualidade e a acreditar que Deus tem sempre bons planos para a nossa vida.

Nuno e Sandra

Aceitando o desafio que me foi lançado, vou falar um pouco da minha experiência no Percurso Alpha e em que medida é que essa experiência contribuiu para a minha evolução espiritual e pessoal.

Não tinha o hábito de frequentar a igreja. Embora me considerasse cristão, era uma consideração baseada na crença que tinha e não na vida religiosa e espiritual que tinha. Um dia, precisei de falar com o pároco da Igreja de São João Baptista e foi quando conheci o Sr. Padre Jorge. Foi uma conversa muito acolhedora e durante a qual me foi apresentado este percurso e surgiu o convite para o fazer.

Prontamente mostrei o meu interesse em o fazer e não estou nada arrependido. Aliás, estou com pena de já ter acabado. O conceito é muito interessante: um grupo de pessoas junta-se para jantar, vão-se conhecendo, em seguida há a apresentação de um tema seguido de uma discussão do mesmo no grupo e uma breve apresentação de livros que ajudam a aprofundar o tema. Para finalizar cada sessão, um convívio com uns bolinhos, chá e café. Tem uma regra fundamental: ninguém é obrigado a fazer nada. Se não quiser continuar no percurso, não continua e se não quiser falar, também não fala. Esta última para mim foi ótima porque devido à minha timidez tenho sempre alguma dificuldade em falar e prefiro ouvir os outros.

No início pensei que o percurso fosse para pessoas como eu que já se tinham afastado por algum motivo da igreja.  Rapidamente reparei que ali estavam pessoas que já frequentava a igreja e onde desenvolviam algumas atividades. E essa mistura de experiências foi ótima! A troca de experiências com quem já frequentatava a igreja, o conhecer novas pessoas, o crescimento em conhecimento da palavra de Deus e o desenvolvimento da nossa espiritualidade, algo que não consigo explicar mas que senti. Durante o percurso, há ainda a salientar o retiro durante um fim de semana, o qual continuo a dizer que foi mágico. Quem lá esteve ou já teve essa experiência certamente perceberá porque digo isto.

Como é sabido, todas as experiências têm um impacto no nosso desenvolvimento pessoal. Esta teve um grande e positivo impacto em mim. Passei a ir mais vezes à missa, a orar e a ler a palavra de Deus, não porque me sinto obrigado mas porque me sinto bem a fazê-lo. E muito importante também: passei a dar conta da presença de Deus na minha vida. Tenho a agradecer ao Padre Jorge o convite que me fez, à organização deste percurso que dedicou muito do seu tempo para que tudo corresse bem e às pessoas fantásticas que conheci durante o percurso. Tinha vontade que o percurso continuasse ou de ir para outro percurso, mas agora irei ter outra experiência na vida da paróquia: irei começar a frequentar uma célula e continuar o longo caminho que terei para o meu desenvolvimento espiritual.

Um bem haja a todos!

Rúben Cunha

Experimenta Alpha – 26 Jan 2018 – Jantar de Apresentação

Percurso Alpha: Quem sou eu? De onde é que eu venho? Para onde é que eu vou? Qual o motivo da minha existência? Já sei que fui criado para ser feliz, mas o que é que eu faço com o sofrimento quando ele aparece?

Meto a cabeça na areia? Ponho a minha fé na ciência, na tecnologia e nos mercados? É difícil tentar construir algo de sólido na vida ― começando pela própria felicidade ― sem tentar dar uma resposta minimamente satisfatória a estas perguntas nada científicas.

O Curso Alpha é um lugar onde todas as questões são bem-vindas. Pouco a pouco, a resposta vai surgindo dentro de nós e as coisas ganham sentido.

Dá uma oportunidade a ti mesmo. Não sejas escravo do tempo e usa-o bem.

Experimenta Alpha! Jantar de apresentação dia 26 de Janeiro.

Percurso Alpha Adolescentes 2017/18 chega ao fim

Este ano, na nossa paróquia, os adolescentes do 8º e 9º anos da catequese, começaram o ano com um percurso no qual nos apoiamos com frequência para dar a conhecer Jesus a quem não O conhece, ou redescobri-Lo. Foi, a avaliar pelos testemunhos recolhidos de dois dos participantes, uma iniciativa bem sucedida.

Na minha opinião achei o Curso Alpha jovens muito útil para criar mais amizades, para ajudar a conviver uns com os outros, interagir mais com as questões cristãs, relacionar as nossas opiniões com questões propostas pelos animadores; ajudou também a relacionar melhor a vida com Cristo e com Deus em sessões alegres e criativas em que estávamos dispostos a falar das nossas interações com Jesus. Antes de cada sessão tínhamos direito a um lanche e a um jogo escolhido pelos animadores que era tratado por “quebra-gelo” para descontrair um pouco. Estas sessões ajudaram-me também a não ter medo de enfrentar o futuro por saber que poderei contar sempre com uma ajuda de Deus.

Miguel Ângelo Calhau

Tenho 13 anos, e fiz o Alpha Adolescentes. No Alpha, nós tínhamos um tempo de lanche e , depois, um jogo de quebra-gelo. Tínhamos também, a seguir, um tempo em que era em grupos de partilha depois de um vídeo com perguntas. A meio das 10 sessões, há um fim-de-semana. No fim-de-semana, tivemos 2 temas, serão, missa e um tempo de oração de intercessão uns pelos outros.

Eu acho que o Alpha é muito importante, uma experiência única e que é bom para todos os adolescentes. Deu para refletirmos, principalmente, sobre a nossa vida com Jesus. O tema que foi mais importante para mim, foi o “Como é que Deus nos conduz”. Deu para perceber se queremos que Deus nos guie ou não, e se estamos dispostos a aceitar o que Ele quer para a nossa vida.

Rita Farinha Silva

Enovar 18 – Coimbra – 10 Fev 2018 – Raniero Cantalamessa – Percurso Alpha para Católicos

Pe. Raniero Cantalamessa, Franciscano Capuchinho, foi ordenado sacerdote em 1958 e em 1980 foi nomeado pregador da Casa Pontifícia por João Paulo II, tendo sido confirmado neste ministério pelos Papas Bento XVI e Francisco.
Publicou diversos livros de espiritualidade para a evangelização, é frequentemente convidado para pregar em retiros e em conferências nacionais e internacionais, e é um adepto do Percurso Alpha.

A convite do Secretariado Nacional Alpha, estará em Coimbra, no auditório do Conservatório (Escola Quinta das Flores), no próximo dia 9 e 10 de Fev 2018. É um evento a não perder.

Nesta página, procuraremos reunir algum material disponível na net e que possa ajudar a preparar-nos para este evento.

O percurso Alpha está a mudar a imagem que as pessoas tem da Igreja Católica (Ing)

A experiência de um novo pentecostes (Ing)

O testemunho pessoal de Pe Raniero Cantalamessa (Esp)

Na vida, há 3 tipos de sucesso: mas só um deles importa (Ing)

Que tipo de amor espera Jesus de nós? (Esp)

O mistério da Eucaristia (Esp)

A parábola do Filho Pródigo (Esp)