Festa das Células Paroquiais de Evangelização

Festa das Células Paroquiais de Evangelização

Foi no passado sábado, dia 15/12/2018 que aconteceu o Encontro de Natal das Células Paroquiais de Evangelização da Paróquia de S. João Baptista.

Cerca das 14.30h começaram, pouco a pouco, a juntar-se na Igreja os vários elementos das sete Células de Evangelização, dando início ao ensaio da encenação do Presépio, nascimento de Jesus, que mais tarde iriam representar.

Cerca das 15.30h o Sr. Padre Jorge deu início ao louvor onde todos participámos com cânticos e orações de louvor, tendo ainda a grande bênção de se rezar individualmente por cada um dos elementos presentes. Seguiu-se então a representação do nascimento do Menino Jesus na humilde gruta de Belém, tendo um Anjo anunciado aos pastores que ali perto pernoitavam, o nascimento do Menino, tendo-se estes apressado para o ir adorar. Aos pastores seguiram-se os três Reis Magos que, vindos do Oriente vieram adorar o Rei dos Reis e o presentearam com ouro, incenso e mirra (de realçar o facto de termos um Menino Jesus – um bebé real, de carne e osso e que tão bem se portou).

Terminada esta encenação, feita por alguns elementos das diversas Células de Evangelização, houve ainda tempo para um espaço de partilha pelos elementos dos grupos de trabalho que oportunamente se constituíram e seguiu-se a Celebração Eucaristia, animada pelos elementos das Células, mas dirigida a toda a Paróquia.

E já que a representação do nascimento do Menino Jesus na humilde gruta de Belém, foi tão bem sucedida, decidiu-se fazer um nova representação, para toda a Comunidade no final da Eucaristia, tendo sido do agrado de todos, sem excepção.

E para terminar em beleza este nosso Encontro de Natal, não pôde faltar o tradicional lanche partilhado, onde todos tão generosamente contribuíram para termos uma mesa recheada de inúmeros doces e salgadinhos, bem regados com diversas bebidas, onde a maioria dos participantes permaneceram mesmo até ao início do concerto do Coimbra Gospel Choir, que teve o seu início às 21.30h.

Jorge Pires

 

O encontro de Natal das Células Paróquias de Evangelização foi rico nas suas diversas dinâmicas,

1. Louvamos a Deus como sempre nas nossas reuniões, agradecemos mais este advento, agradecemos mais esta luz, as presenças daqueles que por este motivo ou aquele estiveram ausentes, agradecemos o dom da fé, agradecemos cada um no seu coração as nossas enumeras graças, pequenas e grandes e que nas quais reconhecemos a presença de Deus nas nossas vidas

2. Partilhamos entre grupos o que de bom temos vivido em célula, como temos crescido em proximidade a Cristo, o que temos crescido na relação com os nossos irmãos, o que o serviço tem feito em nós (mais do que nos outros). Partilhamos também as nossas dúvidas, fraquezas e frustrações na vivência de célula. Sim, também partilhamos o menos bom… o apoio encontra-se na fragilidade, e não na fortaleza…

3. Servimos, uns aos outros na preparação do nosso pequeno teatro, servimos uns aos outros no lanche partilhado, servimos a Cristo na nossa entrega ao escolhermos passar a tarde na reunião e não noutras festas de Natal porventura mais apetecíveis ou outros compromissos Natalícios, servimos a paróquia neste crescimento em comunidade e em fraternidade.

4. Evangelizamos, os nossos filhos, os nossos pais e amigos na partilha do nosso teatro, na partilha de estarmos ocupados num sábado à tarde nas vésperas do Natal. Evangelizamos aqueles que no final da missa ficaram para ver os nossos 5 min. de teatro, mostramos como é bom fazer parte destas células, como nos sentimos em casa uns com os outros, como nos apoiamos mesmo nas brincadeiras de Natal, evangelizamos na emoção com que vimos um menino Jesus sereno, a dormir nas palhinhas e que acordou feliz no final da “Noite Feliz” como se envolto no Espírito Santo.

5. Quase falhamos a formação Cristã, mas ainda assim não o fizemos. Acreditamos e confiamos ao Senhor um teatro sem ensaios, personagens sem guarda roupa, pontos quase sem textos, e a segurança de actuar perante uma plateia, e mais uma vez como sempre, o nosso Pai nos ensinou que quem a Deus pede nada lhe falta! Pedimos (sim, pelo menos eu pedi!) que este encontro de Natal fosse diferente, renovado na dinâmica e alegre na interação entre elementos de diferentes células e Ele, como sempre, providenciou! Relembramos o que tantas vezes ouvimos e aprendemos (e até ensinamos), a Deus nada é impossível, e a Ele tudo podemos entregar, pois o Pai dos filhos cuida.

Hoje e sempre neste Natal!

Francisca Eiriz

Deixar uma resposta