São Nicolau

São Nicolau

Na Portela, no território da Paróquia de São João Baptista, há uma capela que está confiada (ou emprestada, como quiserem) aos nossos irmãos ortodoxos: a capela de Santo António.

Eles não celebrarão o Natal ao mesmo tempo que nós, uma vez que, salvo o erro, eles dão primazia à epifania, isto é, ao momento em que nós recordamos a chegada dos três Reis Magos. Disse nós, porque eles associam a Epifania ao batismo do Senhor e, por isso, nesse dia, apesar do frio que se faz sentir nesta época do ano, fazem parte da celebração litúrgica mergulhando nas águas frias do rio Mondego que por aqui passa, a poucas dezenas de metros da capela.

No entanto, na semana passada eles celebraram a festa de São Nicolau que envolveu diversas procissões e uma liturgia muito colorida e animada, tudo isto numa capela exígua e repleta com várias dezenas de crianças: pudemos ir testemunhando isso mesmo através de muitas fotos e vídeos que iam partilhando nas redes sociais, a par de algumas quadras e orações das quais aqui transcrevemos duas:

Santo Padre, Nicholas!
Não perca minha casa!
Dê-me o presente do conforto
E um saco cheio de risadas,
E saúde para a família,
Destino vermelho para a Ucrânia!

Padre Nicholas, o grande e maravilhoso milagreiro! (…) Protege-me durante toda a minha vida, e principalmente no terrível momento de transição da vida temporária para a eternidade. Protege-me então com o escudo da tua oração diante da ira justa de Cristo Deus e ajuda-me a obter (apreciar) para sempre, no céu, contigo, para glorificar e exaltar a misericórdia de Deus. Amem.
Santo Padre Nicolau, rogai por nós!

Deixar uma resposta