Missas transmitidas também por rádio, em 87.5 FM

Missas transmitidas também por rádio, em 87.5 FM

Desde a noite de Natal que em São João Baptista temos vindo a transmitir a eucaristia também via FM.

Embora a iniciativa não tenha ao que parece muitos aderentes, começamos a fazê-lo desde que num dos últimos Domingos antes do Natal estava a chover e não coube toda a gente dentro da igreja, obrigando algumas dezenas a participar do exterior, abrigados como podiam debaixo dos guarda-chuvas.

No último Domingo, o da Epifania, para desespero da equipa de acolhimento, voltou a juntar-se muita gente, de tal modo que estariam mais pessoas fora que dentro da igreja.
Dado que, por enquanto, não temos nenhuma proteção no exterior nem contra o sol nem contra a chuva, esta é mais uma forma, no meio de outras, para possibilitar a todos a participação na eucaristia dominial.

Os números têm vindo a crescer, aparentemente de forma desenfreada, e muitos de nós já não saberemos muito bem como agir de forma sensata. No entanto, para nós, cristãos, estará fora de questão – a não ser que não seja de todo possível – não participar na eucaristia dominical.

Como sempre fazemos, ainda muito antes de se ouvir falar de pandemia, as nossas celebrações são em princípio sempre transmitidas no Facebook e no Youtube. Mas todos aprendemos, da pior maneira possível, que não é a mesma coisa.

Desde o início da pandemia que não nos temos poupado a esforços no sentido de garantir que todos pudéssemos participar nas celebrações, apesar dos constrangimentos

ditados quer pelo governo, quer pela DGS, quer pelos nossos bispos: permitimos a participação diária via Zoom, instalámos a rede sombra para que a eucaristia pudesse decorrer em total conforto e segurança ao ar livre, colocámos a televisão no exterior e nas salas quando chovia, etc

Ao Domingo, continuamos a colocar sempre a televisão no espaço ao lado da igreja, sobretudo a pensar naqueles que eventualmente não se sintam seguros lá dentro, por receio de contágio. Entretanto, estamos a estudar a possibilidade de muito em breve colocar também uma outra televisão ao fundo da igreja.

Por tudo isto, temos vindo também a transmitir a missa por rádio ( frequência 87.5 FM ), apenas acessível nas imediações da igreja, continuando a projetar o vídeo do que se passa no interior da igreja nas televisões exteriores: desta forma, quem quiser poderá assistir ao relento, mas também será possível participar dentro do carro ligando o rádio e vendo ou pelo projetor ou acompanhando pelo YouTube num telemóvel ou num tablet – depois, na altura da comunhão, um ministro tratará de distribuir a comunhão a quem estiver no exterior.

Já não é a primeira vez que fazemos a transmissão via rádio: já o tínhamos feito no 13 de maio do primeiro confinamento. Na altura, usámos um aparelhito improvisado e tinha algumas falhas. No entanto, no verão passado, já a pensar no inverno e em eventuais constrangimentos, comprou-se um transmissor de rádio melhorzito que parece funcionar muito bem.

Só não vem à missa quem não quiser, ainda que esteja a chover.

Deixar uma resposta